História de sucesso: Corimon

“Com essa ferramenta, conseguimos reduzir os erros de inventário de 8% para 0,5%”. Denis Edgard, vice-presidente de tintas de produção A Corimon otimiza seus processos de codificação de armazém com a solução de leitura de código de barras da SupraBT. Caracas, Venezuela – dezembro de 2013

A Corimon Pinturas C.A., empresa do Grupo Corimon, dedicada à produção de tintas para as marcas de maior prestígio no país, para áreas arquitetônicas, madeira, tráfego, manutenção industrial, marinha, equipamento original (OEM), bem como para repintura automotiva, confiou à SupraBT a implementação de um moderno sistema de Códigos de Barras (RF-BC) para a otimização da etiquetagem, localização de produtos no armazém e picking, com a posterior implementação de radiofrequência também conhecida como WiFi. Denis Edgard, atual vice-presidente de produção de tintas para a Venezuela, o Paraguai e a República Dominicana, abriu o diálogo comentando que o problema de incompatibilidade entre os rótulos dos produtos e as faturas e entregas já existia há muito tempo.

Há quatro anos, a empresa tomou a decisão de investir em sistemas de automação de armazém e implementou o sistema de código de barras, com o objetivo de melhorar o sistema de etiquetagem para mitigar ao máximo os erros de inventário resultantes do processamento manual que era realizado até então.

O fato de o processo de carregamento de dados de faturas e rótulos ser realizado manualmente resultou em discrepâncias nas descrições, o que levou a reclamações frequentes dos clientes, que recebiam um produto identificado com uma cor quando a embalagem interna continha uma cor diferente, bem como diferenças na identificação que aparecia nas faturas.

“Estamos trabalhando com a solução implementada pela SupraBT há cerca de dois anos e meio, com excelentes resultados, que se traduzem em um aumento da satisfação do cliente”, diz o vice-presidente de produção da Pinturas.

Recorremos à SupraBT devido às excelentes referências que recebemos de outras empresas que utilizaram seus serviços, para que pudessem nos orientar na busca da solução que melhor atendesse às nossas necessidades.

Após uma avaliação exaustiva da situação e dos problemas apresentados, levando em conta as necessidades de produção da Corimon e trabalhando em estreita colaboração com nossa equipe de sistemas, a SupraBT apresentou sua proposta de solução. Foram selecionados dispositivos móveis do fabricante Psion (agora parte da Zebra – Motorola Solutions), modelo 7535, os mais robustos do mercado, com scanners a laser de longo alcance, à prova d’água e resistentes a várias quedas em concreto armado.

Uma das principais vantagens desse equipamento é sua vida útil”, diz Luis Mariano Aranguren, diretor da SupraBT, “pois são dispositivos projetados para ambientes industriais, que têm uma vida útil média de 7 anos, em comparação com as tecnologias de consumo, que têm uma vida média de 2 anos.

A transmissão de dados via WiFi é feita com equipamentos 9060 G2 do mesmo fabricante, projetados para serem usados em ambientes adversos, pois devem tolerar altas temperaturas, lidar com diversidade e facilidade de gerenciamento de clusters – que foram estrategicamente posicionados com base em um estudo de campo que garante taxas de transmissão de dados e cobertura da área de trabalho. Os operadores fazem login no sistema SAP com um middleware chamado MIS (Mobile Integration Suite), que permite exibir telas de resumo das transações, facilitando a entrada de dados. Por fim, uma solução chamada Mobile Control Center foi implementada para gerenciar remotamente o equipamento móvel e dar suporte ao equipamento.

O serviço de consultoria incluiu o projeto da solução tecnológica, o fornecimento dos equipamentos, a instalação física, a parametrização e a integração com o SAP, que foi conduzida pelo gerente de sistemas da Corimon, sua equipe interna e a equipe de consultoria da Psion.

Implementação em produção

Denis Edgard, enfatiza que todo o projeto foi realizado sem parar as linhas de produção da empresa. Além da instalação e da integração, um aspecto importante dessa implementação foi a capacitação da equipe no uso da nova tecnologia. “Não sabíamos qual seria o impacto dessa mudança, mas tudo correu bem, desde o início”, diz ele.

Luis Aranguren, Diretor e CTS da SupraBT, ressalta que a mudança de paradigma foi o aspecto mais difícil de lidar, pois envolveu a alteração de muitos aspectos do funcionamento da empresa, desde os operadores até os gerentes. “Os processos atuais exigiram modificações consideráveis e até mesmo adaptações físicas das áreas de depósito para alcançar os resultados esperados”, diz ele.

Tanto na área de etiquetagem quanto na de distribuição, todos estariam trabalhando com uma “pistola” que permite ler o que está no código de barras e pré-selecionar a carga corretamente e sem erros.

Todas as áreas da empresa estiveram envolvidas no processo que significou a adoção e a aceitação dessa nova tecnologia, inclusive o sindicato, sempre tentando manter o melhor benefício para a empresa e para os trabalhadores, para o que também contaram com o apoio da Fundametal.

Resultados

Apenas um ano e dois meses se passaram desde o momento da consultoria até o momento em que começamos a colher os benefícios da implementação da solução, diz Denis Edgard.

“As reclamações e devoluções de produtos diminuíram, mas o maior benefício que vimos foi a satisfação de nossos clientes, porque eles estão recebendo o que realmente compraram. Para nós, isso não tem preço”, diz Edgard.

Com a solução de código de barras (RF-BC) implementada pela SupraBT, foi possível reduzir os erros de inventário de 8% para 0,5%, o que implica uma redução significativa na porcentagem de reclamações dos clientes, praticamente zerando os erros.

A integração com o SAP por meio do MIS da Psion Teklogix permitiu o acesso a transações por meio de dispositivos móveis. Para isso, foram feitas modificações nos processos SAP e WM pela equipe ABAP da Corimon. Além disso, as telas foram projetadas para englobar várias transações SAP, permitindo um fluxo de trabalho em vez de passar transação por transação, economizando o tempo do operador. “No final, o armazém e a distribuição operam de forma eficiente e com dados coletados em tempo real, permitindo maior visibilidade do que está acontecendo e melhores decisões a serem tomadas.

Além da otimização dos processos de leitura e faturamento, o sistema de código de barras trouxe benefícios em termos de otimização de tempo e estoque, já que anteriormente a coleta de caixas e sua colocação em paletes na área de picking era feita manualmente. Agora, o sistema RF-BC, que se integra à solução SAP existente, permite determinar a melhor localização física no depósito, facilitando assim o processo de manutenção dos níveis ideais de estoque de acordo com a produção e as datas de vencimento, de modo que o que entra no depósito sai primeiro (First In First Out).

“A SupraBT tem sido uma grande parceira, desde a aquisição das pistolas e rotuladoras, que tiveram de ser compradas no exterior, pois o produto não estava disponível localmente, até a adaptação e instalação das rotuladoras nas linhas de enchimento e sua integração com as pistolas”, disse Edgard. “No momento, estamos colhendo o que investimos; tudo o que foi prometido foi entregue conforme planejado”, conclui.

Entre em contato conosco pelo

15 + 11 =

A SupraBT é uma empresa que fornece produtos e serviços tecnológicos de vanguarda, comprometida com os objetivos de seus clientes, projetando soluções que atendam às suas necessidades, seguindo metodologias certificadas, contando com a tecnologia mais avançada de seus parceiros e alcançando processos de negócios otimizados para atingir as expectativas desejadas.